01 junho 2011

Pigmalião - Desafio Literário 2011


George Bernard Shaw é daqueles autores que a gente sabe que tem que ler, é um clássico etc, mas que por um motivo ou outro nunca lemos. Li finalmente. O cara é genial desde o prelúdio até o posfácio do livro.

Quem saca um pouco de mitologia grega vai ter umas dicas do desenrolar da história. Passada em londres, no início do século XX, a peça, basicamente, fala de como Higgins - um especialista em fonética, acolhe uma vendedora de flores e a transforma numa duquesa ensinando-a a falar apropriadamente e a se portar de maneira refinada.

O enredo que parece quase romântico e semi-simplista é só enganação. O livro tem tiradas impagáveis, e as relações entre os personagens se constroem de maneira sempre coerente, mas constantemente inusitadas.

Higgins é praticamente um dr. House. Um gênio fodão em sua área, mas incapaz do menor cortejo ou delicadeza social. Quando é questionado por Liza, a florista, pelo fato de nunca ter sido gentil com ela, ele responde perguntando se ela já o viu ser gentil com quem quer que seja. Na verdade, sua crueza e sinceridade excessiva, dirigidas à humanidade em geral só mostra, a seu ver, seu espírito democrático e amor pela raça.

Para Liza, no entanto, o que torna uma pessoa uma duquesa não é ser ensinada a ser uma duquesa, mas ser tratada como uma.

Avaliação: Uma taça de champanhe cheia acompanhada com um bombom de chocolate.



PS - O povo do Chaves/Chapolin fez um episódio que é uma adaptação da peça, bastante fidedigna por sinal. É psicodélico ler um escritor inglês de cem anos atrás enquanto a imagem do médico manco das séries de tv contemporâneas cruzam com a da chiquinha.

4 comentários:

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Voce e suas boas escolhas!!!! Adorei a resenha. Apesar de nao te lido o livro, conheco bem a historia, vou me aventurar em Shaw, ja' anotei na minha lista.

naomi disse...

versão chespirito? fico matutando no quanto as pessoas menosprezam chaves/chapolin, que também tem uma adaptação do cyrano de bergerac!

DaniNeves disse...

Adorei a sua resenha! Você escreve um pouco parecido com meu estilo "resenhistico" :)
Vou ler esse. Gostei!
Bjs

Vivi disse...

Vale cada passada aqui...esse eu quero ler!

Beijocas