25 abril 2011

O Guia do Mochileiro da Galáxia - Desafio Literário 2011


NÃO ENTRE EM PÂNICO!
Escrito em letras amigáveis bem na capa, essa sentença é parte do motivo do sucesso de vendas do livro mais importante já escrita em todo universo (publicado pelas editoras de ursa menor): O Guia do Mochileiro da Galáxia.
O livro foi um campeão esse mês no Desafio Literário (melhor resenha que eu vi do livro, não deixem de conferir: http://www.cintiamcr.com.br/2011/04/o-guia-do-mochileiro-das-galaxias.html#), então serei breve em minhas considerações.

Este primeiro volume é o mais fraquinho da série, mas é hilário. Efetivamente você vai gargalhar alto como um bocó.

O míssil-cachalote e sua rápida – mas profunda – vida mental e experimentação do universo vale quase o livro todo.

Os personagens tão lá só pq as coisas precisavam acontecer com alguém, o livro seria tão bom quanto se os eventos ocorressem com Joe, Bob ou dona Lucrécia.

O único personagem com alguma personalidade é Marvin, a porra de um andróide tão insuportável que faz uma nave se suicidar só de ter que agüentar ouvir ele. Na verdade o problema dele é exatamente a personalidade, já que ele é um protótipo equipado com GPP (Genuine People Personality) – fabricado pela Sirius Cybernetics Corporation, cujo departamento de reclamações, não por acaso, cobre todos os continentes de três planetas de tamanho médio. Marvin é quase tão emo quanto o jovem Werther e a raposa do ó vida ó céus.

Finalizando: em minha opinião a resposta é 69

Avaliação: 2 shots de Dinamite Pangalática

2 comentários:

Mi Müller disse...

Báh eu não coloquei esse livro no desafio, mas li ele esse mês e concordo contigo que livro mais hilário, eu ri tanto que as pessoas chegavam a olhar quando eu lia em filas hehehehe... e o o suicídio na nave é algo impagável! Nem tinha percebido que esse tinha sido o campeão do desafio, mas a galerê fez uam boa escolha :)
estrelinhas coloridas...
p.s. adoro tuas avaliações finais, criatividade bruta :)

Vivi disse...

Pôxa, eu tentei, mas acho livro uma aporrinhação só...hehehe
Mas as resenhas o tornam tão interessante. Amo essa empolgação toda. É contagiante!

Beijocas