13 maio 2008

Genealogia do Amor



Outro dia estava muito ocupado azeitando o eixo do sol (pra ele não perder o rumo) e fiscalizando o crescimento da grama no quintal (pra garantir que a taxa de crescimento médio era adequada) quando tive um insight inesperado. Na mitologia grega Cupido casou com Psiquê, o mesmo Cupido era filho de Ares e Afrodite.

Antes que alguém se choque com o casamento de Cupido e ache que é mais uma mostra da pouca vergonha dos deuses gregos envolvendo um caso de pedofilia, vale alertar que Cupido, para os gregos, não era o menininho alado e rechonchudo que flechava os desavisados. Na verdade ele era alado e flechava os desavisados mas, sendo o amor, só permanecia como criança quando não era correspondido ou compartilhado. Uma metáfora evidente para o amor que não tem retorno que permanece sempre imaturo.

Anyway, ao ponto: O amor se casa com a alma ou mente, e é filho do sexo/da beleza e da guerra.

Os gregos realmente sabiam das coisas.

Um comentário:

Nuanda. disse...

faltou um itálico no anyways =]

mas muito boa essa sacada, e eu não sabia que o cupido se casava com psiquê xP