15 maio 2007


Ando me perguntando se eu sempre li a Bíblia errado, ou se eu tô viajando muito na maionese ultimamente. Bom, andei pensando esses dias sobre aquele lance de fé como "grão de mostarda". O lance de que se vc tiver fé do tamanho de um grão de mostarda, será capaz de mover montanhas.

Sendo redundante (pra isso a fotografia aí em cima - sim, isso num é sujeira na mão do homem não, são umas dezenas do grão em questão) um grão de mostarda é um nada, uma nesga, uma porcariazinha.

Sempre que eu lia ou pensava sobre esse texto me sentia um bosta. O raciocínio era mais ou menos: se uma porcariazinha move montanhas, e eu não tenho mudado muito a geografia por esses dias, então tô f***d*! (ok, talvez eu usasse outros termos, mas a idéia geral era essa).

Talvez eu teja viajando, mas quando pensei no texto outro dia me senti motivado. Não precisa de muita coisa para mudar a nossa realidade, nenhum grande esforço, nenhum sacrifício ritual - basta uma nesga de nada de fé.
Acho que Deus não procura Grandes Pessoas, capazes de crer além de qualquer limite. Acho que ele procura pessoas, capazes de acreditar só um pouquinho - e ele, eu acho, aproveita esse pouquinho pra mudar a "geografia" de nossas vidas.
(Ou talvez eu teja viajando, quem sabe? vai ver foi Lost demais na cabeça somado ao corpo doscente da UFMA triturando meus dois neurônios...)

Um comentário:

Caio Belfort disse...

nunca passei da primeira temporada de lost, e voce eh a primeira pessoa que ouço falar mal da UFMA xP
mas esse lance de viajar com a biblia nao é um fato isolado a voce, eu tenho feito muito isso, desde uma semana atraz, quando resolvi voltar a ler esse curioso livrinho =]
e, me faz um favor: o que bulhufas quer Deus contando a historia da arca de noe? eu NUNCA entendi o real sentido disso O.o
bjao, te cuida.